Sinais do reino de Deus nas expressões de arte e louvor

O povo de Deus que se expressa através do louvor e música em tantos cantos deste país está perdendo seu senso de missão. É interessante notar isto ao olharmos as manifestações artísticas que vemos hoje no meio evangélico, manifestações cada vez mais entrincheiradas dentro dos templos ou ambientes de encontros chamados de adoração. E quando saímos de nossos guetos, levamos a arte, a música e o louvor numa linguagem burra, desconexa e não contextualizada.

Insistimos em sermos lâmpadas dentro de uma caixa de lâmpadas e em ser sal dentro do saleiro, perdendo portanto, a finalidade de sua razão de existência, isto é, iluminar no meio da escuridão e salgar impedindo que a carne se apodreça tão rapidamente e que ganhe sabor. Desejamos viver protegidos, sem desafios que exijam de nós aprendizado, disciplina e preparo.

Adoradores e artistas perdem e desprezam a noção de usarmos a vida, a música e todo o tipo de expressão artística para manifestarmos e testemunharmos do evangelho que abraçamos. Por causa de uma teologia distorcida e pouco bíblica, insistimos em ensinar e orientar que os artistas devem “largar o mundo” e não podem mais atuar fora dos limites eclesiásticos e nem atuar profissionalmente, contrariando o ensino de Jesus de sermos testemunhas e presentes no mundo como testemunhas do amor e presença de Deus..

Alguns artistas chamados cristãos cantam letras mais vez mais superficiais, camufladas, que mais “escondem” o conteúdo da Palavra de Deus, músicas e letras de conteúdo o mais dúbio possível, para que possam tocar em rádios seculares. Ainda pior, usarmos músicas populares conhecidas, e colocarmos versões de letra com linguajar e conteúdo “crentês” (inclusive de filmes como Titanic…). Manifestação artística medíocre, pobre, superficial, mal feita. E vamos assistindo a arte “naufragando” num mar de ignorância e falso senso de santidade.

Vivi recentemene uma experiência onde percebi claramente esta tensão, quando numa mesma cidade e num mesmo dia, estava acontecendo um encontro de louvor num espaço gospel, onde jovens estavam dançando e pulando ao som dos “mantras” atuais (músicas repetitivas de 4 acordes e de longa duração). O evento servia apenas como entretenimento ou mais uma atração, inclusive quando o “som” parava os jovens não ficavam nem para a ministração da Palavra de Deus.

E em outro local uma banda de cristãos faziam a abertura de um show de rock (hardcore), com letras explícitas do evangelho de Jesus. Os jovens não cristãos que chegavam ali, preparados para uma noite de piração e bebedeira, ouviam a Palavra de Deus num testemunho destemido daqueles rapazes.

Ao meu lado, um outro jovem músico cristão, sincero, e que foi convidado para estar ali, que reclamava por estar assistindo aquele trabalho já que “havia negado o mundo” e achava que não deveria estar ali; percebi nele um jovem soldado de Cristo que foi desmobilizado por aqueles que, com preconceitos e uma mentalidade religiosa retrógada e de falsa santidade, o ensinaram e discipularam.

Meu coração se encheu de alegria por ver aquela manifestação de poder e da presença do reino de Deus ali e na vida daquele conjunto que abriu o evento. Perguntei-me se Jesus estaria no encontro de louvor ou ali num ambiente tão desfavorável e aparententemente antagônico à mensagem do evangelho musicada? Imagino que o Senhor iria priorizar estar presente entre incrédulos, com um coração cheio de compaixão e misericórdia!

Lembrei-me de Janires, Comunidade S-8, Desafio Jovem, Jocum, Mocidade Para Cristo, Edson e Tita Lobo, Wanda Sá, Abraham Laboriel, Rique Pantoja, Sal da Terra. Daniel Maia, artistas e ministérios que fizeram nascer trabalhos criativos de testemunho através da música, teatro, dança e outras manifestações da arte e da arte cristã.

Ouvindo meu bom amigo e músico cristão Carlinhos Veiga nestes dias em Vitória num encontro de criatividade, cantando com sua viola e pregando a palavra do Mestre, e meu irmão Shibas de BH dançando, fiquei pensando em quanto nos acovardamos em assumir o testemunho cristão restaurando a cultura e as artes em todas as suas manifestações e quanto temos perdido de tempo e oportunidades em nosso amado Brasil.

E continuamos perdendo músicos e artistas competentes, que vão sendo expelidos, abandonados, por cometerem o “incômodo” de pedir aos pastores e artistas que se preparem e façam a coisa com excelência e disciplina, que sejam criativos e ousados, e que não abracem simplesmente modelos importados estéticos e sonoros de arte. Não podemos perder o senso de missão no que somos e fazemos!!!

É bom ver o reino se espalhando, sendo plantado no coração dos homens em todas as culturas, de um modo constante e misterioso,  mas que cresce mais e mais a cada dia. Que sejamos cristãos e artistas da ekklesia, comunidade dos santos, verdadeiramente “chamados para fora”, presença e testemunho no meio de uma geração perversa, corrupta e errante.


Imprimir este artigo Imprimir este artigo

7 Comentário(s)

  1. Olá Nelson, adorei este artigo!

    Nesteúltimos tempos venho sido criticado por muitos “irmãos crentes” aproveitar meu tempo ouvindo essa gente boa, antiga, porém, atual como a Palavra e não esses mantras gospel de hoje em dia.

    Engraçado como nós crentes estamos mais distantes um do outro do que do próprio mundo!

    Seus artigos me edificam bastante!

    Abraço forte de seu irmão em Cristo

    Eudivan B. Bastos

    Eudivan | 28 de março de 2008 | Comentar

  2. Olá Nelson,sou músico, há 33 Anos,toquei a vida inteira na obra de Deus. HGoje estou abalado por essa nova geração de novos músicos,que tocam algo interessante e novo!
    e que desprezam os veteranos, pra acompanhar esses mantras, músicas que vão do Ri0 a Sampa.
    levam horas pra acabar, e acham que estão adorando a DEUS. Será?
    eese artigo falou muito para mim!
    depois que lí, Chorei Muito!!!
    Abços!!

    AILTONJ OSÈ DASILVA | 11 de abril de 2009 | Comentar

  3. Sou membro de uma congregação pequena, e estou reestudando a história da música (pela internet) e estou literalmente amando, pois tenho “conhecido” (virtualmente) o ministério de louvor de servos que adoram a Deus em espírito e verdade.
    Estou maravilhada com os testemunhos, estilos musicais e principalmente com o alcance das mensagens que apregoam o reino de Deus “fora do arraial” (Hebreus 13) um sacrifício contínuo de louvor que é fruto de lábios que confessam o nome de Jesus, desejando em todas as coisas portar-se corretamente, certos que o Grande Pastor das Ovelhas é aquele que nos aperfeiçoa para fazermos a sua vontade.
    Que Deus continue abençoando o seu ministério.
    Um abraço em Cristo Jesus!

    Elizabeth Nogueira | 14 de junho de 2009 | Comentar

  4. Essa é a nossa chance, a nossa vez.
    Creio que estamos no meio de um “avivamento espiritual”. Nunca vi tantas pessoas abertas para ouvir sobre Deus, Cristo.
    Infelizmente, não estamos aproveitando essa oportunidade ao máximo, como você mesmo ressaltou, por não estarmos falando uma linguagem decodificada e excelente na arte, que conduza essa gente em busca de Deus até Cristo.

    Sonia Agreste | 25 de julho de 2009 | Comentar

  5. precisamos ser sacudidos com palavras como estas. portanto ide por todo o mundo pregai o evangelho a toda criatura…é uma ordem, nao um pedido. Deus lhe abençoe, que possamos ser transformados pela renovaçao da nossa mente. que a adoraçao venha como resposta do senhor a esta geraçao, que possamos usa-la para atrair a presença dele ao povo sedento e famintos.

    simone s f neto | 5 de fevereiro de 2010 | Comentar

  6. Estou concluindo esse ano meu curso de teologia e minha monografia de conclusão de curso tem como tema:”As Artes e o Reino” estou abordando sobre a necessidade do Reino de Deus se desfazer dos preconceitos e religiosidade e aprender a fazer bom uso das artes. Estou me detendo mais em musica, teatro, dança e arte circense, mas o mateial é mto escasso, preciso de ajudar, se alguém tiver algo que possa me ajudar na elaboração desse trabalho, ficarei grata, acho que é uma maneira de ajudarmos o reino de Deus a entender que arte foi criada por Ele e para uso Dele. Aguardo… obrigada

    Eliane | 30 de julho de 2010 | Comentar

  7. Caro Pr. nelson, estou sem palavras para agradecer a Deus por no meio de tanta “falsidade religiosa”, Deus continuar te usando para abençoar o povo de Deus. Estamos iniciando um trabalho de discipulado para artistas evangélicos em nossa igreja e pude me deleitar com esses poderosos sermões no seu site. Deus continue te abençoando e peço a sua autorização para mostrar aos levitas da minha igreja textos de um homem que tem uma história de ética e caráter em um tempo cheio de falsos levitas. Deus te abençoe!

    Kleber de Sá | 12 de agosto de 2010 | Comentar

Seu Comentário



  • VeroShop - Arte e música cristã de qualidade!

    Rádio Transmundial

    W4 Editora

    Instituto Ser Adorador

    Vencedores Por Cristo