Adoração Extravagante, segundo Darlene Zschech

Sons de Hilsong Church, ventos da Austrália, adoração do coração de Darlene. Em suas próprias palavras, “alguém que não se satisfaz em fazer belas músicas, mas cuja paixão é promover o Reino de Deus”.

Darlene Zschech é ministra de louvor em sua igreja local, compositora de canções de adoração (Aclame ao Senhor, uma das mais conhecidas) e tem procurado vivenciar em seu ministério atual, em função de uma experiência pessoal com o Senhor, segundo seu testemunho, uma adoração mais profunda dentro de uma nova declaração de fé ou uma nova bandeira para o primeiro ano do novo milênio.

Afirma que ouviu o Senhor lhe dizer que com brandura em momentos de busca e oração: “Filha, você ainda não é uma adoradora extravagante”. Em sua explanação, definiu extravagante como “aquele que esbanja”, que excede, que é ultrageneroso, que vai além de limites razoáveis. Em sua mente e coração, relacionou esta idéia com alguns relatos bíblicos de adoração, como por exemplo, em Lucas 7.

O texto relata a história da mulher pecadora que trouxe algo considerado como “adoração esbanjadora”, segundo sua interpretação, pelos que testemunharam a cena. A mulher lavou os pés de Jesus com lágrimas, secou-os com os cabelos, beijou-os e em seguida derramou seu caríssimo perfume do jarro de alabastro sobre os pés do Mestre. Quando ela derramou sua oferta, Ele lavou-lhe a alma quebrantada. Porque ela amou com extravagância, escreve Darlene, “Ele lhe perdoou com extravagância”. Na compreensão dela, houve extravagância na devoção.

Darlene ensina que a verdadeira adoração ocorre quando o espírito adora e se une com o Espírito de Deus, quando a essência de nosso ser se encontra amando a Deus, perdida nele. Mesmo valorizando o louvor congregacional, Darlene reconhece que a adoração mais genuína acontece no secreto, na intimidade, individualmente, como adoradores de Cristo!

Constatei que Darlene tem a mesma opinião que expressei em artigo anterior na Provoice (“Confusão na adoração”): “existem atualmente muitas opiniões diferentes a respeito de adorar verdadeiramente ao Senhor, quanto ao método, ao plano, ao estilo, referentes à cultura, aos limites, e elas infelizmente, quase sempre deixam a maioria confusa, dividida e frustrada”. (pg 25 do livro “Adoradores Extravagantes”)

Em sua interpretação e concepção adjetiva de “extravagante”, Darlene crê que Noé era um adorador extravagante, por ter passado por situações extremas e em meio a tudo continuou louvando a Deus (Gn 8.20), que Abraão era extravagante por não poupar a seu próprio filho Isaque (Gn 22.12), pois estava preparado para dar tudo, era ultragenoroso, excessivo; que Davi só queria oferecer holocausto que custasse algo, que fosse sacrificial (1 Cron. 21).

Adoração extravagante atrai e mantém a atenção de Deus, provoca uma reação generosa do próprio Deus. Segundo Darlene, trata-se de causa e efeito! Amar extravagante é ter um estilo de vida em amor “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a tua alma, de todo o seu entendimento e de todas as forças (Mc 12.30). Amor, obediência e adoração caminham juntos com sinceridade, integridade, honestidade, obediência e verdade (Sl 86.11).

Darlene também realça que louvor e adoração são uma poderosa expressão de amor, que vai muito além das possibilidades da música. Mostra que a extravagância abrange um coração transparente, reconhecer que a fidelidade é mais importante que o talento, que o testemunho, a excelência, o serviço, a unidade, a amizade, disciplina e determinação, são importantes. Não são ensinos revolucionários ou novos, mas corretos e sempre benvindos.

Darlene concorda com C. S. Lewis que define a adoração como “a saúde interior que pode ser ouvida”. Adoração é a experiência e a emoção mais desprendida, abnegada, de que a nossa natureza é capaz. Neste sentido, Darlene mostra que é absolutamente essencial que sejamos controlados em nossas emoções e reações emocionais; que como cristãos criativos, saudáveis e amantes da Palavra, devemos nos submeter a Cristo e deixar que Ele controle nossas emoções.

Ao contrário do que temos visto, em várias ministrações “tupiniquins”, com o descontrole emocional e o destempero de ministros que forçam a barra, Darlene mostra que as emoções quando chegam ao máximo, instalam atitudes negativas, às vezes catarses incontroláveis, depois tristeza e depressão. Chama a atenção em seu livro que é necessário a ministração com responsabilidade e maturidade.

Enfim, temos em seu ensino e ministrações coletivas e congregacionais, bons caminhos para adoração, para o crescimento da igreja e dos músicos na adoração na igreja local. Na realidade, a palavra extravagante poderia ser substituída por vários outros adjetivos na língua portuguesa, perdendo um pouco de sua ênfase, porém sem prejudicar o que Darlene tem transmitido.

Ela é uma serva humilde, sincera, tem tido um ministério reconhecido mundialmente e tem uma boa formação bíblica. Além de ter sua espiritualidade moldada no convívio e comunhão da igreja local, com autoridade espiritual sobre ela. Darlene é um ótimo exemplo para os músicos, chamados levitas, que não estão congregando mais (estão “levitando por aí”, desconectados do corpo), apenas se servindo da igreja para alavancar suas carreiras e venderem seus produtos.

Que Deus tenha misericórdia e que voltem a congregar. E que nós aprendamos a derramar nossos corações, em secreto e coletivamente, e vermos o Senhor Jesus ser adorado e glorificado!!! Leiam o livro de Darlene e retenham o que é bom. Aprendendo uns dos outros, cresceremos na adoração!


Imprimir este artigo Imprimir este artigo

25 Comentário(s)

  1. SEMPRE APRENDENDO COISAS NOVAS COM O IRMÃO …
    DEUS ABENÇOE DE VERDADE!

    MARCOS

    MARCOS | 3 de fevereiro de 2008 | Comentar

  2. Agora entendi essa coisa estravagante… rsrs
    Quero agradecer ao Irmão Nelson por isso.
    Acho que muitas vezes a grande massa “gospel” brasileira adota conceitos que ela mesmo não compreende e até, o que é pior cria mitos em cima do que não conhece.

    Liliane Coimbra | 28 de julho de 2008 | Comentar

  3. Nossa!!
    Eu sempre echei que os brasileiros haviam distorcido essa coisa de Adoração Extravagante!!
    Eu acompanho os trabalhos da Hillsong e da Darlene, e nunca consegui encaixar o extravagante deles com o etravagante daqui….
    Por que será que os brasileiros sempre distorcem as coisas???
    O que devemos fazer é orar, e pedir a Deus que não nos contaminemos com as extravagâncias erradas!!!
    Obrigado por me fazer entender essa questão!

    Gilberto | 24 de novembro de 2008 | Comentar

  4. Muito bom, eu me espelho nessa mulher serva de Deus!

    Irmão, eu só queria saber onde eu posso encontrar este livro da Darlene “Adoração Extravagante”
    Obrigado pelo seu artigo, me ensinou bastante!

    Leonardo Lemos | 25 de novembro de 2008 | Comentar

  5. QUANTA MENINICE…

    “Eis que estou a porta e bato, se alguém ouvir e abrir… Ap 3:20

    Ja procurou no dicionário o significado desta palavra…

    marcio

    marcio | 10 de fevereiro de 2009 | Comentar

  6. Amei seu artigo,e já li o livro da Darlene é uma benção realmente.Gostaria de receber se possivel alguns estudos sobre louvor e adoração,lidero um grupo de louvor da minha igreja e ñ tem sido facíl,mais sei q o Senhor esta comigo nesta caminhada!abraços.

    Renata Braga | 17 de fevereiro de 2009 | Comentar

  7. Vou ver se compro esse livro..
    Quero ter mais conhecimento e principalmente adorar a Deus em espírito e em verdade!!
    Toda glória seja à Deus!!

    Renan | 8 de junho de 2009 | Comentar

  8. A PAZ DO SENHOR JESUS!

    AMADO NÃO CONSIGO ENCONTRAR O LIVRO ADORAÇÃO EXTRAVAGANTE NAS LIVRARIAS DE JUNDIAI E SÃO PAULO COMO ENCONTRAR ?

    marcia | 27 de dezembro de 2009 | Comentar

  9. Esse tema adoração extravagante é algo bem discutido hoje em dia. procurando e vários site na internet sobre isso, achei esse artigo e Digo não houve até agora artigo que pudesse trasparecer e explicar melhor o que é adoração extravagante como esse.
    Gostei muito!

    Mariana | 12 de março de 2010 | Comentar

  10. Concordo adoração é isso, dar o nosso melhor para Deus. Dia após dia nos derramar perante Ele.

    Hiago | 4 de maio de 2010 | Comentar

  11. Eu fico muito agradecido ao Deus Eterno por nos darmos estas oportunidades para nós o adoramos por intermedio dos seus lovores que ao ouvimos nos sentimos na presença do nosso Deus e Eterno Pai,que maravilha ok?

    João Alfrêdo Costa Evangelista | 21 de maio de 2010 | Comentar

  12. Uma adoração “extravagante” é um resultado de uma caminhada, um relacionamento com Deus e sua Palavra e não uma técnica ritualística para se aproximar de Deus. “Porque Deus nos amou primeiro…”, nossa adoração é fruto deste amor extravagante.

    Alex Lemos | 22 de maio de 2010 | Comentar

  13. Esse livro é mto bom… a cada dia q passa quero experimentar em extravasar na presença do Pai…
    Não apenas na hora q estou louvando com meu instrumento e voz… mais em toda a maneira de ser, de viver…
    Que Deus continue usando ela cada vez mais pra abençoar vidas… e como ela msm diz.. “promover o Reino de dEle!”

    Samy | 21 de agosto de 2010 | Comentar

  14. A paz e Graça vinda da parte de nosso Deus.
    Definir essa adoração Extravagante é realmente algo sublime. É algo que vai além dos limites. Tenho visto através de livros, através da bíblia essa adoração. Mais ver não é o suficiente pra mim.
    Sou Ministro de Louvor de uma pequena Igreja em São Paulo na Cidade de Mauá em um bairro humilde chamado Jardim Adelina.
    Estou experimentado essa adoração na pele, meus amados.
    A cada dia que se passa a cada momento, a cada segundo. Sofrer por amor de Cristo, pra mim tem sido algo extraordinário. Pois através dessa oportunidade, estou sentindo e vendo o poder de Deus. E conseguindo adorá-lo sem medo, sem receio, sem pecado, sem limites.
    Tenho 22 anos de idade. Meu Pai é pastor e minha Mãe ministra da palavra.
    Nasci em berço evangélico.
    Nunca conheci o mundo. E graças a Deus, não tenho vontade de conhecê-lo, pois sou apaixonado por Jesus e separado para adorá-lo, por tudo que Ele tem feito e o que fará em minha vida.
    Falar de Darlene ou ouvir alguns relatos sobre sua vida é algo excepcional pra mim.
    Inspiro-me em Deus primeiramente e em segundo lugar, vem minha amada e querida irmã, Darlene Zschech.
    Tela como referencia em minha vida de Ministro é algo muito forte, pois pelo pouco que a conheço ela pensa como eu, como uma pessoa adoradora, como um levita, como alguém que é totalmente, verdadeiramente apaixonada por Cristo Jesus.
    Vejo essa mulher como uma referencia em minha vida através de seus gestos, suas canções, suas palavras e sua adoração a Deus.
    Hoje admiro ainda mais essa ministra abençoada, por ter relatado sobre a Igreja, de relatar sua espiritualidade moldada no convívio e na comunhão da igreja local, com autoridade espiritual sobre ela.
    Pois é meus irmãos. Isso é exatamente o que Deus falou para mim. Não adiantar sair por ai cantando, pulando, mostrando seu talento, sendo que sua Igreja está precisando de você, pois muitas das vezes as doenças levam a morte de uma igreja. E necessário estarmos lá para ministrar em vidas, famílias em corações. E a palavra cantada tem o poder de curar, de sarar e até mesmo de atrair vidas para a Salvação. Entender um chamado é bastante importante, pois os levitas ficavam nos templos e só saiam quando o Deus Todo Poderoso, mandava.
    A igreja e seu crescimento dependem muitas vezes de Adoradores Extravagantes, assim como Darlene e seu Ministério. Assim como Aquela mulher que lavou os pés de Jesus, assim como eu que estou me tornando esse Adorador.
    Igreja, eu lançando e desafiando alguns jovens e algumas pessoas não cristãs, a se entregar de corpo, alma e coração a Jesus Cristo, Nosso Senhor.
    Pois Somente assim seremos ADORADORES EXTRAVAGANTES.

    Nattan Mendes | 24 de agosto de 2010 | Comentar

  15. Excelente o texto e já vou comprar o livro.

    Quero me tornar uma adoradora extravagante. Estou no caminho.

    Deus abençõe,

    no amor de Jesus,

    Mônica

    Mônica Talita Biffi | 21 de outubro de 2010 | Comentar

  16. Amei sua colocação sobre o livro desta amada irmã, que tem sido uma benção na vida da Igreja. Que o Senhor Jesus te dê sempre sabedoria e discernimento para ajudar o povo a ter visão do que é adoração extravagante. Paz!

    Cleusa | 25 de janeiro de 2011 | Comentar

  17. FATO 1: Deus nunca pediu a ninguém para adorá-lo de maneira extravagante! Ao contrário, Paulo diz que é preciso ter ordem e decência no culto (ICo 14:40).
    FATO 2: Jesus deixa claro que adoração não tem absolutamente nada a ver com atitudes externas mas internas (Jo 4:23). Na Nova Aliança em Cristo, o sacrifício que Deus aceita como culto são as vidas dos crentes dedicadas a Ele (Rm 12: 1).
    FATO 3: Ninguém chama a atenção de Deus! É sempre Ele quem nos procura (Os 11: 1-11). De Genesis a Apocalipse Deus chama a atenção do homem e, por fim, ele próprio se encarnou para nos buscar pessoalmente (Jo 3: 17).

    Francisco | 13 de fevereiro de 2011 | Comentar

  18. Pastor Nelson, grande texto sobre o livro da ministra de música do grupo Hilsong. Sou fã da MPB cristã, tipo VPC e os compositores oriundos do Grupo, Logos, Stenio, Gladir, Ademar Campos, Gerson Borges entres outros, mas também gosto desse grupo australiano. Ás vezes somos muito elitistas e achamos que só um tipo de música é válida, você no seu programa mostra várias vertentes da música brasileira, música na verdade de qualidade. Realmente não podemos ter preconceitos. Gostaria que todos os cristãos brasileiros pudessem ouvir a boa música brasileira, mas na verdade muitos não ouvem porque se dá pouco espaço na mídia para se ouvir a boa música. Parabéns Pastor Nelson pelo text.

    nelson maciel filho | 2 de março de 2011 | Comentar

  19. Respeitamos as opiniões colocadas. Alguns comentam, mas parece que não leram o artigo. Falam o que querem falar apenas. O site acolhe então esta necessidade contida de alguns. Abraço.

    Nelson Bomilcar | 2 de março de 2011 | Comentar

  20. Queridos irmãos, a Paz do Senhor…é a 1º vez que visito essa pagina onde fala sobre esse livro (Adoração Extravagante), quero compartilhar algo com vcs:
    Em dezembro de 2006 eu tinha 19 anos e uma vida completamente miseravel, cheia de magoas, odio e angustias, quase tirei minha propria vida. Mas uma noite, o Senhor usou esse livro pra me resgatar das trevas. Um amigo da minha irmã o havia emprestado para ela e eu o li…não me lembro exatamente o capitulo ou pagina que eu estava lendo, quando o Senhor entrou em meu quarto e me disse o quanto me amava e tudo o que fizera e faria por mim…só me lembro de ter sentido o abraço de Deus, e quando dei por mim…estava no chão em lagrimas, entregando minha vida pra Jesus.
    Agradeço a Deus por ter usado esse livro como meio para entrar em minha vida e por abençoar a Darlene, que o escreveu, tão grandemente.
    Abraços…

    Raquel Auria Silva | 1 de julho de 2011 | Comentar

  21. Bom dia!
    Concordo com a palavra extravagante quanto ao servir ao Senhor.
    Creio que o Pai tomou uma decisão extravagante em sacrificar seu Único Filho por amor de mim e de você.
    Creio que ao assumir nossa pátria celestial como pessoas estranhas aos costumes da nossa sociedade, como luz e como sal estamos sendo extravagantes, pois assim como Noé não se preocupou com as críticas da sociedade em que ele vivia e manteve-se firme em obedecer ao Senhor e assim foi extravagante, assim somo nós que nos consagramos todos os dias a Deus e a todo momento dizemos NÃO ao pecado e não nos preocupamos com a reprovação da sociedade.

    Wallace | 11 de julho de 2011 | Comentar

  22. Li este livros dela e é muito bom pra quem quer realmente um adorador extravagante. Sou um e não impota o que falem de mim, vou ser assim para com o meu Deus.

    Renato Salamoni | 23 de março de 2012 | Comentar

  23. Acabei de adquirir este livro e pelo princípio das páginas já posso dizer que a autora é sem dúvida alguma uma adoradora muito exponencial no mundo cristão.

    Renato fogaça | 20 de janeiro de 2013 | Comentar

  24. Gostei,muitas pessoas dentro da igreja procuram aparecer ou seja isso e estravagante!

    Wilson | 23 de janeiro de 2013 | Comentar

  25. Gostei muito do seu comentário querido irmão. Tb sou de Mauá e compartilho dessa mesma opinião.

    Hugo Lopes | 25 de fevereiro de 2014 | Comentar

1 Trackback(s)

  1. 28 de abril de 2016: from Adoração Extravagante!!! – DRIKA SA Blog

Seu Comentário



  • VeroShop - Arte e música cristã de qualidade!

    Rádio Transmundial

    W4 Editora

    Instituto Ser Adorador

    Vencedores Por Cristo